Qual a importância de humanizar a marca na era digital?

A Era Digital é caracterizada principalmente pelo advento das tecnologias. Hoje, se torna ainda mais evidente a influência que as ferramentas digitais têm em nossas vidas, afetando, inclusive, a maneira como uma marca pode ser reconhecida pelos usuários na internet e fora dela. Geralmente, as que estão ganhando mais destaque são as marcas conhecidas por utilizarem estratégias de marketing humanizado. Você sabe o que isso significa?

Humanizar marcas é uma forma de ter empatia, de enxergar e aproximar os consumidores. É entender que eles possuem sentimentos e expectativas, a fim de atender às suas necessidades de forma mais efetiva. Afinal, em um mundo no qual os consumidores estão cada vez mais engajados, fatores como preço e qualidade não são mais considerados os únicos protagonistas. O compromisso da marca com assuntos importantes dentro da sociedade também.

O ambiente é virtual, mas isso não quer dizer que a marca precisa deixar de lado preocupações básicas a respeito do seu relacionamento com o consumidor. É fundamental que seja estabelecida uma comunicação educativa, que preze pela acessibilidade e pelas questões sociais de modo geral. Se pergunte: quem é a sua marca dentro daquela comunidade? Que papel social – e não apenas comercial – ela desempenha? Que valores ela prega e defende? Como ela se posiciona?

O processo de humanização requer tempo para ser construído. Uma marca humanizada, além de garantir melhorias no processo comunicativo com os consumidores, inspira seus clientes e os torna cada vez mais aliados no processo de compra e compartilhamento de conteúdos nas redes sociais, por exemplo.

Conheça algumas marcas conhecidas que propõem um marketing humanizado:

Netflix

A Netflix utiliza e investe no bom humor para responder comentários dos usuários na internet, especialmente no twitter e no instagram. Isso acaba gerando um sentimento de identificação e pertencimento por parte dos assinantes, que começam a visualizar a marca como uma aliada que se preocupa com a experiência delas. 

Coca-Cola

Você já percebeu que as propagandas da Coca-Cola dificilmente se utilizam de um marketing agressivo ou invasivo? Pelo contrário, são utilizados storytellings marcantes, que geralmente causam emoções e o sentimento de identificação por quem assiste ao conteúdo. Com cenas envolvendo encontros em família ou entre amigos, eles transmitem a ideia de que os momentos são mais especiais e felizes com a bebida.

Confira aqui a propaganda intitulada “A Carta”, criada pela Coca-Cola.

Natura

Assim como a Magazine Luiza, o KFC e outras tantas marcas, a Natura também se personificou na Nat. A personagem digital tem características muito semelhante aos brasileiros, mostra valores intrísecos da marca ao fazer o SAC digital e, de quebra, facilita a identificação visual por meio das redes sociais. Afinal fica mais fácil quando você imagina que está falando com uma pessoa – mesmo que ela seja movida por inteligência artificial.

“Temos Consultoras de 20 a 70 anos, atuando nas mais diversas regiões do Brasil, em diferentes contextos sociais. Por isso, a Nat precisava ser inclusiva, com uma atitude transformadora e acolhedora, que comunicasse os valores da marca.  Trabalhamos em co-criação com diversas equipes em busca da melhor experiência possível para quem se relaciona conosco”, afirma Mario Santiago, diretor de Aplicação de TI.

Qual a sua opinião sobre tornar a marca mais humanizada? Percebeu a importância em utilizar essa estratégia? Então envia esse post para um amigo(a) e não esquece de nos seguir nas redes sociais! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *